Início Dicas Lendo

Hipertrofia de pequenos lábios vulvar

Hipertrofia de pequenos lábios vulvar:

 

As alterações anatômicas na região vulvo-vaginal podem trazer desconforto estético e funcional, podendo interferir na higiene pessoal da mulher, no uso de roupas mais justas e na vida sexual. De maneira geral, as condições que mais incomodam a mulher são a assimetria e hipertrofia dos pequenos lábios , flacidez de pequenos e grandes lábios , defeitos no introito vaginal, habitualmente sequelas de parto, além de dificuldades para obter satisfação sexual relacionada com a aparência de sua genitália.

A hipertrofia dos pequenos lábios podem ser congênitas ou adquiridas por processos irritativos crônicos , aumento de peso ou ação hormonal. Não existe uma definição sobre o tamanho apropriado dos pequenos lábios, mas há um padrão de normalidade que estabelece o conceito  de que os pequenos lábios devem estar cobertos pelos grandes lábios e estes confluem superiormente cobrindo parcialmente o clitóris . A indicação médica para o tratamento cirúrgico dessa condição , assim como outras plásticas genitais, está baseada nas queixas da mulher e na constatação dos defeitos anatômicos através do exame clinico. No caso da hipertrofia dos pequenos lábios há habitualmente queixa de desconforto nas atividades esportivas , limitação para uso de roupas mais justas e dor ou aprisionamento intravaginal dos pequenos lábios durante a penetração vaginal.

O receio de algumas mulheres em realizar cirurgias nessa região reside no medo da possibilidade de sequelas cicatriciais , perda de sensibilidade e dor durante o ato sexual. A avaliação de um ginecologista é fundamental para o diagnóstico preciso do defeito e  da técnica mais apropriada para sua correção assim como aquilatar quais as expectativas da mulher  em relação ao resultado do tratamento.