Início Dicas Lendo

O uso de desodorantes aumenta o risco de câncer de mama?

O uso de desodorantes aumenta o risco de câncer de mama?

O câncer de mama é o mais comum nas mulheres depois do câncer de pele não melanoma e sua incidência aumenta progressivamente após quinta década de vida. Estudos revelam aumento na sua incidência tanto em países desenvolvidos quanto em desenvolvimento.

Desde de 2004  após publicação de trabalho na Revista Journal of Applied Toxicology relacionando o parabeno ao câncer de mama e outros trabalhos relacionando os sais de alumínio ao mesmo tipo de câncer  tem surgido muito debate na Internet a respeito do assunto. A polêmica se justifica já que as duas substâncias encomtram-se presentes na formulação dos desodorantes e antitranspirantes. Alguns estudos admitem que estas substâncias  seriam absorvidas através da pele da região axilar e teriam ação semelhante aos estrogênios ,podendo contribuir para o desenvolvimento do câncer de mama.  A associação refere-se ao fato de que a maior incidência da doença ocorrer no quadrante superior externo da mama onde o produto é utilizado  e onde localizam-se os nódulos linfáticos.

A publicção de estudo Suíço em 2016 no International Journal of Câncer estabelecendo uma ligação em camundongos  com câncer de mama e sais de alumínio reacendeu novamente a polêmica. Trata-se na verdade de mais um mito disseminado através dos meios de comunicação, em especial a Internet, gerados por informações deturpadas e sem respaldo cientifico tais como associação do uso de sutiã e prótese de silicone  ao câncer de mama.

Segundo parecer técnico divulgado pela ANVISA(Agência Nacional de Vigilância Sanitária), não existe até o momento dados significativos na literatura cientifica que relacionem estas substâncias ao câncer de mama.