Início Dicas Lendo

Mastites

Mastites:

Os processos inflamatórios das mamas, as mastites, podem ocorrer mais comumente nas mulheres que estão amamentando, em especial nos três primeiros meses após o parto. Entretanto, podem aparecer fora desse período seja na pós menopausa  e até nas recém nascidas.

Nas mastites associadas à amamentação, normalmente há história de rachaduras no mamilo e engurgitamento mamário. A paciente pode  apresentar dor ,febre, vermelhidão da pele e aumento da sensibilidade da mama acometida. Entre as mastites não associadas à amamentação , a mastite periductal é relativamente comum e acomete mulheres na faixa de 40 a 49 anos e está associada ectasia (dilatação) ductal. Existe também associação importante com o hábito de fumar. Caracteriza-se por episódios de inflamação periareolar, vermelhidão e dor podendo evoluir para com formação de abscesso(coleção de pus). Esses episódios podem ser recorrentes e evoluir com formação de fistulas (comunicação anormal com a pele) e nesses casos torna-se necessário o tratamento cirúrgico.

Um outro tipo de mastite são as granulomatosas que podem estar associadas a doenças como tuberculose e sarcoidose mas felizmente são raras.

Em todos os casos de mastite o tratamento implica no uso de antibióticos, medicações para dor e drenagem cirúrgica quando há presença de abscesso. É importante ressaltar a necessidade de afastar câncer de mama naqueles casos de difícil regressão do processo inflamatório.